• Vinícius Braga

Com o novo decreto, Instituto Kairós anuncia a suspensão temporária de suas atividades presenciais


O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou nesta quarta-feira (17), os novos decretos e medidas de segurança mais rígidas para conter as aglomerações no estado. Conforme divulgado por meio de uma live em suas redes sociais, Camilo cancelou as aulas presenciais nas instituições públicas e privadas, sendo permitido apenas o ensino remoto. Além de decretar toque de recolher em todo o estado entre 22h e 5h.


Com as novas medidas, o Instituto Kairós, que recente havia retomado as atividades presenciais, suspendeu as aulas na sede da escola até o dia 28 de fevereiro, como determinado no decreto Nº 33.936. O ensino seguirá somente de forma remota, como aconteceu durante quase 10 meses no ano de 2020. Para a diretora da instituição, professora Núbia Maria, o momento “pede calma e cautela com a situação”. Para ela, o ato do governador reflete as inconsequentes quebras das normas de segurança pela população. “A escola tem um papel essencial na formação de uma opinião e de uma conscientização aos alunos e famílias”, disse. Núbia ressalta que o ensino híbrido já “treinou” os alunos para essa possível realidade. “Voltamos presencialmente, mas continuamos, também, com algumas atividades remotas, justamente para preparar os alunos para uma ocasião desse tipo”, finalizou.


Na tarde desta quinta-feira (18), o Governo do Estado anunciou correções ao decreto divulgado na noite de ontem (17). As medidas adicionadas permitem as aulas presenciais para as turmas de educação infantil com crianças de zero à três anos. Devido ao baixo índice de contágio, já comprovado nesta faixa etária, as autoridades entendem que se torna inviável o ensino remoto para esse público especifico.


Vinícius Braga

Assessoria de Comunicação e Marketing do Instituto Kairós

(comunicacao@kairosipu.com)

29 visualizações0 comentário