• Vinícius Braga

Após 7 meses de ensino remoto, Instituto Kairós anuncia o início da sua retomada presencial


A reabertura das escolas particulares de ensino infantil estão liberadas desde o dia 1º de setembro no Ceará. De acordo com o decreto anunciado pelo governador Camilo Santana (PT), está autorizada a presença de 30% das crianças. Na cidade de Ipu, a liberação também foi aprovada pelo prefeito Sérgio Rufino (PCdoB). As aulas da rede municipal, estadual e privada estavam paralisadas totalmente desde 16 de março, quando foram suspensas devido à pandemia do novo coronavírus.


Seguindo os protocolos de saúde e segurança, o Instituto Kairós anunciou, por meio de suas redes sociais, na tarde desta sexta-feira (23), a retomada de suas atividades presenciais de cunho avaliativa diagnóstica com as turmas da educação infantil. “Desde o dia que encerramos as atividades presenciais, já estávamos planejando o nosso plano de retomada. Claro, aguardando os novos decretos do governador”, declarou a professora Núbia Maria, diretora proprietária do Instituto Kairós. Ela ressaltou que a decisão de permitir a vinda das crianças é da família. A escola seguirá com o modelo de ensino híbrido, ou seja, contemplando os alunos que estão presencialmente e os que seguirão em casa. Essa primeira retomada será para que as professoras possam avaliar pedagogicamente as crianças. “Nossas salas de aulas foram reestruturadas para seguir os padrões de aulas híbridas. Investimos em todo o material necessário, como máscaras, tapetes sanitizantes, medidores de temperatura, protetores faciais, totens de álcool em gel e um curso de biossegurança para as famílias e os funcionários”, disse ela.


O Instituto Kairós será a primeira escola da cidade de Ipu a retomar as suas atividades com aulas presenciais, marcando a início das aulas para o dia 3 de novembro. A expectativa é que, com a autorização do Governo do Estado, o 1º, o 2º e o 9º ano do Ensino Fundamental, e a 3ª série do Ensino Médio poderão retornar ainda este ano, ocupando até 35% da capacidade das salas de aula. “Tudo é uma questão de adaptação. Tivemos que nos reinventar, assim como as famílias”, disse a diretora Núbia. “Parafraseando Carlos Drummond de Andrade, ao invés de uma pedra no caminho, temos uma tela no meio caminho. Superamos esse desafio e, agora, vamos retomar aos poucos ao novo normal”, avalia.


Foto e Texto: Vinícius Braga - Assessoria de Comunicação e Marketing do Instituto Kairós (comunicacao@kairosipu.com)

17 visualizações