• Vinícius Braga

Em ato cívico, Instituto Kairós tematiza as queimadas na Floresta Amazônica


No dia dedicado a conscientização da preservação da maior floresta tropical do mundo, 05 de setembro, o Instituto Kairós promoveu uma intensa reflexão sobre os atuais acontecimentos na Floresta Amazônica. A temática: “Um grito pela vida e pelos povos da floresta” centralizou as discussões e os movimentos promovidos pelos alunos.

Os pais, os alunos e a comunidade escolar foram recepcionados por um arranjo musical preparado pela banda centenário de música Maestro Lázaro Freire. Com a concentração de todos os alunos, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, de frente à sede da instituição, deu-se início aos manifestos e as reflexões sobre o dia dedicado a Amazônia.

A professora Núbia Maria, diretora proprietária do Instituto Kairós, declarou que a temática não vem de encontro a tomar partidarismo “A ou B”, mas sim de trazer aos alunos uma reflexão sobre o que vem acontecendo com a Floresta Amazônica. E afirmou: “A missão da escola é formar alunos que tenham a capacidade de criticar, de pensar e sobretudo de agir sobre as adversidades”.

Com faixas, cartazes, obras de artes e bandanas alusivas ao tema, os alunos propuseram concretas reflexões sobre as queimadas atualmente recorrentes na Amazônia. Cada turma do Ensino Fundamental II, 6° ao 9°ano, e Ensino Médio, 1° ao 3° ano, defendeu um tema e trouxe uma abordagem atrelada a um grito em defesa do bioma amazônico. As crianças da Educação Infantil estavam caracterizadas representando as plantas, os povos indígenas e os animais. Os alunos do Ensino Fundamental I, 1° ao 5° ano, entoaram os gritos de manifesto e de respeito a Floresta Amazônica.

Vinícius Braga Timbó

Assessoria de Comunicação e Marketing do Instituto Kairós

(comunicacao@kairosipu.com)


0 visualização