• Vinícius Braga

EUA planejam abrir embaixada em Jerusalém; Confira os destaques do noticiário internacional


EUA devem abrir embaixada em Jerusalém em maio

Nesta sexta-feira (23), o Departamento de Estado dos Estados Unidos afirmou que planeja abrir, em maio, sua nova embaixada em Jerusalém. A inauguração coincide com o 70° aniversário da declaração de independência do Estado de Israel.

Casos de sarampo aumentam 400% na Europa em um ano, diz OMS

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Europa teve um aumento de 400% nos casos de sarampo no último ano, na comparação com 2016. Mais de 21,3 mil pessoas foram afetadas no continente pela doença em 2017.

Zsuzsanna Jakab, diretora regional da organização na Europa, destacou o total de casos e de mortes no ano passado “é uma tragédia que simplesmente não se pode aceitar”. Segundo a OMS, ações para evitar novos surtos já estão em prática.

Segundo ministro, Brasil mantém portas abertas aos refugiados

Na segunda-feira (19), o ministro das relações exteriores, Aloysio Nunes, afirmou a disposição do Brasil de manter as portas abertas aos refugiados.

A declaração foi feita durante a abertura da Reunião de Consulta da América Latina e do Caribe como Contribuição para o Pacto Global sobre Refugiados. Para o ministro, a resposta do Brasil especificamente à situação dos venezuelanos que buscam refúgio no país tem sido um “estrito cumprimento” de suas obrigações.

Maduro apoia proposta de duas eleições no mesmo dia

Nessa quarta-feira (21), o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, apoiou a proposta de que as eleições legislativas e presidenciais sejam feitas no dia 22 de abril. Além disso, pediu um pleito para eleger conselhos legislativos e municipais em todo o país na mesma ocasião.

“Deixaríamos todos os poderes renovados”, afirmou Maduro. O presidente destacou a importância dessa decisão para a economia do país.

Brasil e Colômbia assinam acordo de combate à corrupção

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) e a Superintendência de Sociedades da República da Colômbia assinaram um acordo de cooperação sobre a investigação e a aplicação de sanções administrativas a empresas privadas envolvidas em práticas ilícitas.

Com o acordo, Brasil e Colômbia podem trocar dados sobre investigações e processos contra empresas que atuam nos dois países.

FONTE: GUIA DO ESTUDANTE


0 visualização